sábado, 27 de dezembro de 2014

VEIA MINHA

Crédito: Fábio Feltrim

Minha veia artística
é artéria aorta

Bombeia fôlegos entre as camadas,
Pulsar de sangue nos poros quentes,
Correr de fibras fortalecidas.

Veia artística minha
é a velha aorta

Pico de artes nas veias grossas,
Seringa inflada contaminaccio,
Fina agulhada penetrar fundo.

Veia minha artística
é a vero aorta

Essência-sopro de mim respiro
Raiz d'artérias distribuídas
Caixa torácica ventricular.

Bombear d'esporo-reesperança,
Jatos d'estímulos nos braços quentes,
Ânima-vita vigiar constante.

Desafios meus seguir pulsando,
acreditar - bom funcionar,
no que não miro - meu eu interno,
no que me iludo - meu corpo externo,
 Rasgar por dentro - líquidos-jatos.



2 comentários:

Toro disse...

oi, barbara. sou o fernando

Toro disse...

desculpe, apertei enter e ele enviou antes de completar. sou o fernando, nos encontramos na manifestacao. como nao estou no facebook, nem uso celular, voce poderia me mandar uma mensagem, pra mantermos contato? meu email é fernando.thuler@gmail.com. valeu, um beijao!