sexta-feira, 28 de agosto de 2015

O QU'ABALA

aquela Woolf que disse
qu'escrever mulher
nem abala orçamento familiar

até Shakespeare - obra completa
- dezesseis pences pagos -
compra-se
suficiente papel

o qu'abala
justamente
é este não-monetário
é este não-econômico
não valorado em dinheiro

esta palavra que sai viva
por trás tem rosto
tem sexo
tem ânima

é a mesma composição física
que vem lá d'Antiguidade
que perpassa a mesma Woolf
que segue
reverberar contínuo

o qu'abala
é rigidez débil
d'estrume patriarcal
teu falo tão contundente
não contendo
                           fala mulher


Nenhum comentário: