quarta-feira, 19 de junho de 2013

OS DESLOCAMENTOS DE FOCO E AS INCONGRUÊNCIAS DA MANIFESTAÇÃO DE ONTEM, 18/06/2013, EM SP

Sem muito dissertar, quero apenas deixar registrado as ações que me fizeram repensar quem é esta galera que está indo para as ruas e se estamos fortalecendo ou correndo riscos de uma emboscada direitista.

1. BANDEIRAS E CARAS PINTADAS
Não somos nacionalistas. Nossa luta ultrapassa fronteiras e nos identificamos com trabalhadorxs de todo o mundo.

2. HINO NACIONAL
Ai gente, aí não né? Já analisaram esta letra? Além do que seu histórico está ligado a todo a direita e sua exaltação da pátria, às forças militares, à obrigação de cantarmos na escola quando éramos crianças, a um louvor inexistente em tempos atuais.

3. "SOU BRASILEIRO COM MUITO ORGULHO, COM MUITO AMOR"
Mais uma vez, sem nacionalismo. Foi o nacionalismo que levou ao poder os movimentos ditatoriais, sobretudo do século XX. Foi com nacionalismo que o Ação Integralista se apresentou; os militares se apresentaram. Foi com nacionalismo que mais de 500 mil saíram às ruas na marcha da família com Deus pela propriedade.
E como disse uma amiga, 'com muito amor' tudo bem, porque o amor é cego, agora com muito orgulho...

4. "MÁSCARA V DE VINGANÇA, UMA É 10, DUAS É 15"
Tudo vira produto, venda, lucro.
A arte de mercantilizar a revolução.

5. CONSUMO DE CERVEJAS
Comemoração? Balada? Festa? Animação?
Ah, vá...

6. MOÇA DE SALTO ALTO COM O CARTAZ "PAREM DE OPRIMIR A CLASSE MÉDIA"
Calma, moça, essa não é a pauta e quando for, pode ter certeza que você será o alvo.

7. RAPAZES GRITANDO "VIADINHO" PARA UM GAROTO QUE DANÇAVA
Revolução da opressão? Definitivamente não é aí que eu faço parte.

8. A ONDA DE GRITOS "SEM VANDALISMO"
Realmente estou na dúvida sobre o que estas pessoas entendem por vandalismo. Até subir numa plataforma para fotografar recebeu tais gritos.
Pichações desde a Antiguidade são formas de expressão e oportunidade de visualização para quem transita pelas vias.
A título de curiosidade, nossa língua portuguesa vem de um latim esdrúxulo justamente por ser retirado dos registros escritos da época: pichações em portas de banheiro, placas de cemitérios e monumentos.

9. "O POVO ACORDOU"
Oi??? Há uma galera significativa que manteve-se sempre alerta e nunca dormiu no ponto. Movimentos organizados estão aí na pauta do dia desde há muitas décadas.

10. "VAI TOMAR NO CU"
Para entendermos como somos reacionários com nossa sexualidade e ainda mais em termos homossexuais, uma vez que ao mandar alguém ir tomar no cu, o que se está querendo dizer é que o cara (quando não uma mulher, no entanto a maioria esmagadora de políticos é do sexo masculino) é um "viadinho (para reproduzir o ítem 8) que merece ser comido"
Estrutura patriarcal-machista dá nisso.

11. "FILHX DA PUTA"
Semelhante ao anterior, chamar alguém de filhx da puta com o intuito de desqualificá-lx subentende-se um preconceito presente em relação às prostitutas

12. CONFORME DESCREVE UM REPÓRTER: UMA MANIFESTANTE VINDA DE CAMPINAS, TÊNIS NIKE E ROUPA DE ACADEMIA (NA DESCRIÇÃO DELE), AO SER PERGUNTADA SE LÁ EM CAMPINAS A TARIFA DE ÔNIBUS TAMBÉM ESTÁ ALTA, A MESMA CHAMA A AMIGA E PERGUNTA: -QUANTO É MESMO  A PASSAGEM EM CAMPINAS?
Espetacularização dos protestos. Síndrome de participação evasiva. Exposição midiática.

BÁRBARA ESMENIA - 19/06/2013






2 comentários:

Unknown disse...

Madasdestes bem Esmenia, suas críticas são relevantes, e me enxergo em muitos dos ponto citados por vc.
Como disse ontem, estou fechado pra balanço, e suas considerações foram ótimas para o meu inventário.

Unknown disse...

Muito bem. Gostei.